Irmão Sandro quer adesão do município no Programa Navega São Paulo

Publicado em: 22 de outubro de 2019

Por meio da indicação nº 174, o vereador Sandro Henrique dos Santos, o Irmão Sandro (PTB), sugere a adesão do município no programa Navega São Paulo. O documento foi lido na sessão da segunda-feira, dia 21. 

Segundo ele, o projeto Navega São Paulo, da Secretaria de Esportes, Lazer e Turismo (Selt), está expandindo seus núcleos de treinamento. Até o momento, 15 municípios paulistas com potencial hídrico, banhados por mares, rios ou represas receberão núcleos náuticos do projeto para desenvolver a prática dos esportes náuticos olímpicos da vela, remo e canoagem destinados a jovens com idade entre 10 e 15 anos e que sejam estudantes da rede pública de ensino.

O projeto sócio esportivo da Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo e Secretaria de Saneamento e Energia "O Navega São Paulo" também procura desenvolver e fortalecer conceitos de sustentabilidade ambiental, ligados à rotina das aulas, como preservação dos mares, rios e represas, coleta de detritos jogados nas águas e margens, estudo do clima (temperatura e vento), reciclagem do lixo recolhido etc.

Pedido de recapeamento

Ele também apresentou a indicação nº 175, em que sugere para a Prefeitura Municipal fazer o recapeamento de toda extensão da Rua Rubens França. Segundo ele, os moradores reclamam dos buracos existentes nessa rua e esta causando transtorno aos moradores e aos motoristas, que precisam passar pelo local e as ruas estão intransitáveis.

Vacinação domiciliar de idosos 

O vereador Irmão Sandro também apresentou o requerimento nº 81, em que requer informações para que seja implantado em nosso município algum programa de vacinação domiciliar a idosos.

Ele justifica explicando que o artigo 230 da Constituição Federal de 1988 dispõe que a família, a sociedade e o Estado, têm o dever de amparar as pessoas idosas, assegurando-lhes por todos os meios o direito à vida com bem estar e dignidade. Assevera no mesmo artigo, que como forma de assegurar de maneira ampla o acesso a esses direitos, os meios e programas de amparo aos idosos serão executados preferencialmente em seus lares. Alicerçado nos princípios estabelecidos pela Carta Magna, prevê o Estatuto do Idoso Lei 10.741/2003 que o poder público deve assegurar os direitos fundamentais aos idosos, dentre eles o direito à saúde, fornecendo todos os meios de acesso a esses direitos considerando, sobretudo, as peculiaridades e dificuldades vividas por eles.


Publicado por: Assessoria de Imprensa

Cadastre-se e receba notícias em seu email